16 janeiro, 2012

O monstro do lago Ness


Cheguei em casa decidida, escreverei sobre isso!
No caminho, o xixi me fez correr pro banheiro, o chocolate me tomou uns minutos, mas já pus numa rádio clássica e agora ninguém me cala. Na verdade, minha aventura de hoje começou antes dessa vontade louca que sempre sinto de fazer xixi ao abrir a porta de casa (sério, pergunta à minha mãe, é instantânea a vontade!), a minha história de hoje veio by bus, como eu sempre venho, e como algumas outras histórias já vieram!
Hoje não tentei ler o livro de um desconhecido e ele puxou papo e me conquistou como já fez o Sr Patrick uma vez, mas a de hoje também inclui minha falta de educação (ou devo dizer muito interesse?). Quero dizer, estava eu no ônibus a pensar sobre coisas idiotas, como é de minha natureza pensar, e então ouço a conversa de uma menina ao telefone que me prendeu à audição de tal blasfêmia:
-UERJ! Po, UERJ é boazona né, mas cara, ela não passou de primeira e se matou de estudar esse ano também! (...) Mas é história! Acho perda de tempo, quero dizer, FARMÁCIA TUDO BEM, você tem uma área vasta de atuação, mas história você não tem isso!
GENTE, fiquei boquiaberta, queria sentar do lado desse Monstro do lago Ness na hora, mas esperei o telefonema acabar.
-Mimimi, mas é né, também tem isso, todo sociólogo é louco.
Papo vai, papo vem, ela falou de bio molecular e de como ela era boa em química, uma moça sentou do lado dela, o telefonema finalmente acabou, fiquei em dúvida entre cutucar a Nessie e falar mesmo de onde me encontrava, ou de esperar. Pensei, mordi a boca, entrelacei os dedos "se for pra ser, essa moça do lado dela sai". Não deu outra! A moça saiu, e eu fui cheia da cara e a coragem, ou covardia incitada por adrenalina, chamem como quiser!
-Oi, não quero sendo ser mal educada, mas já fui ao ouvir sua conversa. Eu queria te dizer que fazer história não é perda de tempo e que não existe isso de todo sociólogo ser louco! - O Monstro do lago Ness me encarava, e eu citei meu professor de história em uma de suas melhores citações - E como diria Geraldo Vandré, a história na mão e a certeza na frente.
Nessie me encarou por um momento que pareceu uma eternidade, me veio com uma de que se não tiver ambição não era tão mal, mas que pra quem tinha ambição aquilo era pouco. Eu falei que havia ambição sim, e que ambição não se remete ao que ela deveria estar pensado. Ela falou sobre sala de aulas, eu disse que essa era a maior ambição que poderia haver! "Imagine, você que ambição maior poderia existir se não a de entrar numa sala de aula, compartilhar conhecimento e alimentar, criar, incentivar ideias?" O que ela disse não sei de cor, doía meus ouvidos ouvir aquilo, sei que no final o Monstro falou de remuneração, disse que ninguém vive de sala de aula. A última fala que me propus a proferir àquele monstro horrendo foi "NINGUÉM VIVE SÓ DE DINHEIRO TAMBÉM"! Ela pediu licença, se levantou e aí foi quando descobri o quão corajosa eu havia sido, eu estava do lado da Ignorância, meus amigos. Poderia eu não me sentir meio metro mais alta naquela circunstância?
Puxei a bolsa, dei licença, pedi desculpas da boca pra fora, ao meu colo encontrei meu livro de história já esquecido e meu dicionário português-inglês, não havia dúvidas de que eu fizera a coisa certa. Achei engraçado o livro ali, na hora, achei propício, havia me esquecido do peso de conhecimento que carregava no colo.
Quero dizer, quer fazer farmácia vamos lá! Te desejo tudo de melhor, mas não me venha dizer que chegou aí sozinho, que aprendeu tudo por que quis, porque ainda que sozinha estudasse, precisaria que alguém tivesse escrito aquilo! Ainda que sabichona se julgasse esqueceria que na sua tão querida graduação precisaria de professores!
Se você quer viver pro dinheiro, não minto, te julgo! Mas se você quiser viver por uma ideia, vamos nessa!
Eu ri depois que ela saiu, é claro que ri, eu fui tão corajosa! Tão cheia de mim eu não pensava em outra coisa, "tenho que por no blog".

3 comentários:

Eliza (Biii) disse...

me senti muito defendida pela sua coragem! Vamos em frente com as ideias! =)

Anônimo disse...

choreeeeeeeeei :') muito bom viu?

Akemy Hayashiuti disse...

Nossa, Ótimo Argumento, Adorei :D