02 abril, 2013

O Tom do amor - Paulinho Moska



O amor vai te contar um segredo
Não precisa ter medo
Nem sair correndo
O amor nasce pequeno
Cresce, fica estupendo
Às vezes o amor está ali
Você nem tá sabendo
O amor tem formas, formas, aromas,
Vozes, causas, sintomas
O amor...
É mãe, é filho, é amigo,
Às vezes num canto esquecido existe amor
Antigo, antigo
O amor que cuida, parte e assusta
Que erra e pede desculpas
Às vezes o amor quer ferir
E se cura doendo
O amor tem formas, formas, aromas,
Vozes, causas, sintomas
O amor...
É pausa, silêncio, refrão
E explode nessa canção
O amor vai te contar
Um segredo, fica atento, repara bem
Que o meu amor é todo seu
Antigo.

A Fórmula do Amor



Noradrenalina, dopamina, ocitocina, serotonina:
 "O amor foge de todas as explicações possíveis".

E se este assunto sem pé nem cabeça tanto nos intriga, nós que somos por vezes tão fé, tão emoção, tão abstratos, imagina aqueles que se baseiam na ciência para explicar cada milímetro de tudo?! Pois é, procura-se a tal fórmula do amor!
Neste vídeo é explicado usando principalmente hormônios o que acontece dentro da gente quando nos apaixonamos, e não é que a ciência confirma as borboletas no estômago?
Neste vídeo descobri muitas coisas que nunca imaginei! Sabiam que o cérebro de um apaixonado é MUITO semelhante ao de um usuário de cocaína? O vídeo explica como isso acontece e diz perfeitamente a sensação que temos ao nos apaixonarmos. E sabe a parte boa? Essa sensação pode durar por décadas (um amor pra vida toda!). 

A verdade é: WE LOVE BEING IN LOVE! Vamos ver como isso acontece?!



Ps.: Caso as legendas não apareçam, basta ativá-las no menu inferior do vídeo.



"(...) A verdade é que a ciência ainda sabe muito pouco sobre exatamente porque ou como o amor funciona. E ainda de alguma forma, nós todos parecemos saber isso quando nós o sentimos!"