15 junho, 2011

citação: Caio F

"Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem.
Mas me diga logo para que eu possa desocupar o coração.
Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida.
E não darei.
Não é mais possível.
Não vou me alimentar de ilusões.
Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível do que ficar à mercê de visitas adiadas, encontros transferidos.
No plano real: que história é essa?
No que depende de mim, estou disposto e aberto.
Perguntei a ele como se sentia.
Que me dissesse.
Que eu tomaria o silêncio como um não e que também ficaria em silêncio.
(...) Anyway, me dói a possibilidade de um não, me dói a possibilidade de um silêncio, me dói não saber de que forma chegar a ele, sacudi-lo dizer me olha, me encara, vamos ou
 não vamos nessa?"

2 comentários:

valeria soares disse...

Muito bom!!!!

Eliza (Biii) disse...

esse trecho é de uma carta, ou seja, não é ficção, é uam história real da vida dele, sabia?
Aliás, preciso te contar depois (precisa ser pessoalmente isso) que conheci um cara que foi amigo do Caio, morou com ele e tudo! Experiência inesquecível!

bjo